"...desenhei meu corpo nas águas profundas do rio que em mim corre e nele me percorri em tons de azul, cor do céu que nunca morre... desenhei minha alma nas ondas do poderoso mar que fora de mim se move e nele a desenhei em tons de branco nobre, leves, mas sóbrios... desenhei meu corpo em minha alma e a mistura se fundiu em tons vermelhos de puro sangue... e minha alma, pária de si própria, desenhou no meu corpo a felicidade de se saber comigo e não mais solitária... desenhei, por fim, no mais profundo de mim, um campo de flores, de todas as cores, exalando todos os perfumes, completamente preenchidas com todas as vossas dores..." (Joaquim Nogueira)

domingo, 5 de agosto de 2012

Mara Cabral

                           
                                      Desenho que fiz de presente para minha amiga Mara Cabral

                                              Primeira vez misturando grafite com lapis de cor.






Nenhum comentário:

Postar um comentário